Arquivo mensal: janeiro 2007

GREGOR E EU (4)

O poder é o maior dos afrodisíacos. Mas, como não sou adepto da zoofilia, resolvi usar a vantagem que a vassoura agora me dava, não para fazer amor e sim para perseguir implacavelmente meu inimigo. A verdade é que estava com ódio e este, como bem se sabe, nada tem de libidinoso. Caso contrário, pode-se […]

GREGOR E EU (3)

Sei que alguns desinformados de pouca cultura militar acharão que minha retirada estratégica para a cozinha tratou-se, na realidade, de uma fuga. A essas pessoas que, a exemplo do gerente do meu banco, me dão pouco crédito, gostaria de dizer que estava apenas imitando o grande Pompeu, em sua retirada para o Egito. A única […]

GREGOR E EU (2)

A barata entrou pela janela rasante como um vôo de reconhecimento da Otan. E, se não estou enganado, creio ter ouvido ela dizer: “Never more! Never more!” Ao que dei um pulo tão grande e com tamanho ímpeto que até a Fátima Bernardes se assustou e quase caiu da bancada do Jornal Nacional. Aliás, um, […]

GREGOR E EU (1)

Aqueles que me lêem há mais tempo sabem perfeitamente que sou uma pessoa sensata, calma, tranqüila, sem qualquer distúrbio de personalidade além de uma pequena tendência a discutir aos berros com a televisão e, ocasionalmente, atirar pratos de comida na direção do William Bonner. Mesmo assim, só quando provocado. E se, é verdade, andaram espalhando […]