O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO UM BAIANO

Mitobaiano 

No princípio era a Bahia. E Caetano disse:

— Faça-se o Pelô!

E Gil argüiu:

— Enfim, sob o prisma transitório da protomatéria nasciva, enfim, tendo em mente as palavras de Arjuna a Krishna e toda a prosódia popular do cancioneiro, enfim, ademais considerando-se as premissas da Escola de Frankfurt e a biosfera como um todo, enfim…

E aquela discussão se arrastou por um bilhão, novecentos e trinta e quatro milhões, noventa mil, duzentos e trinta e sete anos. Um tempo tão dilatado que, nesse período, Caymmi chegou a descer da rede e compor dois versos.

E enfim o Pelô ficou pronto e Caetano disse:

— O Pelô é lindo, Dona Canô é linda, eu sou muito mais lindo e a mulata não é a tal.

E Caetano criou a fauna e a flora: um leãozinho, uma camaleoa, uma vaca de divinas tetas, o capim rosa-chá e, sob a influência de Gil, um abacateiro. E Caetano achou odara. Mas o diabo não:

— Coisa insossa! O homem vai viver nesse paraíso sem se perturbar? Não! Vamo fazer trios elétricos e inventar a axé music, pô! Todo o mundo tem que sofrer um pouco!

Mas logo o diabo se calou, porque viu ACM e sai correndo com medo. E ACM disse:

— Faça-se o Estado! E as empreiteiras. E os cargos comissionados. E o homem. E que o homem tenha o sobrenome Magalhães e cresça e se reproduza e acumule com meus apadrinhados todas as funções públicas.

E assim foi. Mas, como o primeiro baiano estivesse se sentindo muito só, Caetano achou por bem lhe dar uma companhia. E de sua costela fez um outro homem. E Caetano achou lindo. E Luiz Mott também.

Mas Jorge Amado interveio:

— Ô, meu pai, não dava pra fazer um negocinho mais agradável, não? Algo assim que envolvesse seios e xibiu, por exemplo?

E Caetano aquiesceu, porque Jorge é lindo. E da trança rastafári do baiano fez a baiana. E eles viveram felizes durante muito tempo, até que Bandaeva, a primeira baiana, comeu o caju proibido e os dois foram expulsos da Bahia e mandados num pau-de-arara pro Rio.

E ali eles frutificaram, e Bandaeva teve uma filha, Bebé, prima de Lili, irmã da vizinha do primo de Cacá, cunhada da nora do avô de Juju, amante do irmão da lavadeira do genro de Dodô, primo de…

Mas aí já é outra história, mais extensa, que não caberia num livro tão curto quanto a bíblia.

(Esta crônica vai dedicada a meu amigo e grande entusiasta de ACM, Franciel. E para meu também amigo Cabamacho, outro fã declarado do clã dos Magalhães.)

9 Comentários

  1. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  2. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  3. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  4. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  5. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  6. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  7. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  8. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

  9. Anônimo · ·

    <![CDATA[Bicho,Tenho lido teus textos no “Sopa de Tamanco” e confesso que, hoje, este foi o que mais ri.E muito, por sinal, quando vc disse que o “Caymmi chegou a descer da rede e fazer dois versos!”.Meu Deus, muito bom!Sobre esse lance de vc roteirizar milagres de Jesus em piadas, me lembra que em algum momento eu cheguei a sonetar uma piada sobre cristãos no Coliseu.(Texto Abaixo)Só pra não esquecer!Quando um porco afronta o consenso dessa porcaria midiática, não ache ele que será entendido, aplaudido, levado aos ombros e – mesmo até – ovacionado, que não será.Porco que vai contra o esquemão, que acha que pode combater a fera – mesmo em menor vantagem -, é melhor se contentar com a degradante situação: a humilhação a ti será o de menos.- É que os porcos, na arena, sempre torcem pelo leão!“A Mordida da Discórdia”Baixa Nero um decreto em dia de bondade extrema:“Hoje, um cristão não irá à luta desleal com a fera!”“Tirem-no da cela. Deponham de sua mão, a algema,”“Mas enterrem-no à arena até o pescoço, na cratera!”“Quão bom és, Nero!” – incita a algoz turba romana –“Com esta magra carne é que desjejuarás nosso leão?”E a besta vem. Desponta ensandecida – à fome insana –E ao ver a janta até à nuca, já dá por certa a refeição.E parte e ruge e o queixo estrala pra bocarra infalível…E o cristão, num meneio de cabeça, indescritível,Esquiva e ataca, ao passar a fera, uma mordida à fruta.Quando a besta arria à dor do escroto entre os dentesDo cristão, insurge a turma de romanos descontentes:“Joga limpo com o bichano, cristão filha da puta!”(F.N.A)______________Cara, eu achei legal esse lance que vc consegue no teu blog de postar uma imagem a cada novo post.Não domino as ferramentas do meu blog, porque sou um trouxa da internet, pois até hoje não consegui adicionar um contador de acessos nele.Pois bem, meu lance são os sonetos – que componho bastante na parte lírica e menos irônica e cínica. Esse que estão no meu blog são os canhestros (e não duvido que os líricos também não os sejam – canhestros) e que são um arremedo regional do que vivencio no Tocantins.É aquela vontade danada de escrever como Trilussa e Gregório Guerra que naufraga na falta de leitores.kkkMas, cara, Parabéns! Gostei muito dos teus textos – sem ensaísmos do tipo “me leia também e retirbua uma bajulação fortuita!”A esse post que fiz não lhe é necessário uma resposta por gentileza ou retribuição. Poupe-se disso!Ora, se for pra pagarmos no inferno, que seja no Cárcere de Reading.Abraços!F.N.Aguiarhttp://orabodaporca.blogspot.com]]>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: