PORQUE NEM SEMPRE SE ACORDA DE BOM HUMOR

Telefone

— Bom dia, senhor. Tudo bem? Aqui é a Nadja, da ***. Com quem eu vou estar falando, por favor?
— Olha, Nadja, com quem você vai falar por favor, eu não sei. Agora, que você deveria, por obrigação, estar falando com Celso Cunha, Rocha Lima ou qualquer outra gramática do tipo, não resta a menor dúvida.
— Desculpe, senhor, não entendi. O senhor poderia estar repetindo?
— Eu, não, que já passei pelo segundo grau. Agora você, Nadja, pelo visto, deveria repetir pelo menos umas cinco vezes a quarta série do ensino fundamental.
— Como, senhor?
— Se quiser comer, tanto melhor. Grama, gramática, o radical é praticamente o mesmo, de maneira que você não mudará muito sua dieta.
— Desculpe, senhor, com quem eu vou estar falando mesmo?
— Celso Cunha, Rocha Lima ou quem sabe o Bechara. Ainda que, no seu caso, talvez a questão seja mais de raciocínio lógico. Daí por que talvez fosse melhor começar com aulas de silogismo. Em casos extremos, a transfusão cerebral tem se mostrado uma boa alternativa.
— Bom dia, senhor Silogismo, meu nome é Nadja e eu represento a ***. O motivo da minha ligação é que a *** vai estar promovendo uma promoção…
— De gerúndios, eu imagino?
— Não, senhor, na verdade vai estar sendo de assentos de acrílico para privada. Na assinatura de um ano da revista ***, o senhor vai estar ganhando um assento de acrílico inteiramente gratuíto. O senhor estaria interessado em estar participando de nossa promoção?
— Infelizmente não, Nadja.
— E eu poderia estar sabendo o porquê, senhor?
— Olha, o caso é que eu gosto de fazer meu cocô confortavelmente, sentado no vaso. E pelo que depreendo do que você diz, vou acabar caindo no chão. Vocês empregam os acentos fora de lugar, Nadja.
— O senhor já teve a oportunidade de estar experimentando um dos nossos assentos, senhor? De qual tipo, exatamente?
— Do que dói nos ouvidos quando a gente escuta, Nadja.
— Desculpe, senhor, mas o senhor deve estar enganado, a colocação do assento vai estar sendo rápida e prática, do qual o cliente vai estar tendo plena satisfação.
— Bom, quanto ao Duqual, não sei, Nadja, faz tempo que não converso com ele, anda meio sumido, só aparece fora de hora ultimamente. Geralmente querendo me vender alguma coisa. Quanto a mim, não estou interessado.
— Então o senhor não vai querer estar adquirindo a promoção, sr. Silogésio?
— Não, Nadja, obrigado.
— E eu poderia estar sabendo o porquê?
— Depende. Você tá usando “por que” junto ou separado?
— O quê?
— “O quê” com ou sem circunflexo?
— Ahn… Err… Obrigado pela sua atenção, senhor. O senhor não teria um conhecido que poderia estar me indicando para a promoção?
— O Aurélio.
— O senhor teria o telefone dele, senhor?
— Ah, desde o começo suspeitei que você não o conhecesse. Que pena. A que ponto chegam algumas relações familiares!
— Não tô entendendo, senhor.
— Você e o Aurélio, seu próprio pai, sem se falarem. Isso é um absurdo. Tá aqui o número, ó: **78.3454.
— Obrigado, senhor. A *** agradece e vai estar lhe desejando um bom-dia. Mais alguma coisa?
— Sim. Se o Aurélio não estiver, aproveite para falar com o Houaiss, ele também pode ser de grande valia.
— Moram juntos, senhor?
— Não sei se juntos. O Houaiss tinha mania de comer pratos exóticos, de maneira que talvez esteja no inferno.
— Zona Leste?
— Não, não. O inferno é ruim, mas não chega a ser a Zona Leste. É mais pavimentado.
— Não, senhor, eu tô perguntando se o prefixo é da Zona Leste.
— Ah, sim. Mas você vai encontrá-los mesmo é no centro.
— Perto da Luz?
— O Aurélio, pelo menos, acho que sim. Foi um grande homem. Em todo o caso, ligando pro centro, peça pra falar com a mãe-de-santo de plantão. É uma bela profissional. Vai chamar os dois pra você.
— Obrigado, senhor. A *** agradece e vai estar lhe desejando um bom-dia.

— Um bom-dia pra você também, Nadja. E que Rui Barbosa a acompanhe.

— Amém, senhor.

45 Comentários

  1. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  2. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  3. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  4. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  5. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  6. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  7. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  8. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

  9. <![CDATA[kuaaaaaaaaaaaaaaa!Essa eu ainda não tinha lido!Fodástica, mermão, fodástica!sorte e saúde pra todos – sobretudo pro seu Aurélio!hehehe]]>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: