GERUNDISMO

Telefone

— Boas tardes. Com quem poderia ter o prazer de estar a falar neste aprazível lar? E já me adianto a pedir perdão pela péssima e involuntária rima. Encontrar-se-á o dono da residência nela, hodiernamente?
— Quê?
— Pergunto se Vossa Senhoria acaso não saberia dizer-me se há alguém na habitação?
— Que habitação?
— Esta em que vos encontrais. Seria Vossa Senhoria o proprietário dela ou pertence a outrem tal prerrogativa?
— Depende. A senhora é da Receita?
— Não, porém, se me permite um rasteiro jeu de mot, como dizem os franceses, ou pun, caso Vossa Senhoria seja anglófila: possuo a receita para vosso sucesso. Isto, posto ser Vossa Senhoria o pater familias. Estou certa? É a Vossa Senhoria que procuro?
— Não, eu não sou o Rui Barbosa. A senhora pode me dizer do que se trata, hein?
— Dir-lhe-ei, caso me informe ser Vossa Senhoria possuidora do predicado correto.
— Olha, digo a Vossa Portuguescência que faz vinte anos que deixei o colégio, de maneira que não sei se o predicado tá correto. Ainda mais que Vossa Gramaticância colocou a frase na ordem inversa. Nunca fui bom de passiva, modéstia à parte. Sem falar que a oração é coordenada.
— Subordinada adverbial condicional, se me permite. Mas Vossa Senhoria não precisa exaltar-se. Agradar-me-ia saber tão-somente se habita esta casa.
— Aha! “Esta” se refere à mais próxima, logo a senhora está falando da sua casa. Se eu responder “sim”, a senhora dirá que estou errado, porque não moro na sua casa e sim na minha. O certo então seria que usasse “essa”. Então respondo: “não”. Uhu! Botei pra lascar. Gramática é comigo, minha filha. De quanto é o prêmio?
— Infiro do que diz ser Vossa Senhoria cabeça da família. Informo-lhe, portanto: o prêmio são uma casa ou dois carros. Vossa Senhoria escolhe.
— Peraê. Essa eu vou ter que pensar. O prêmio “são” uma casa ou dois carros… Onde tá a casca de banana? No “ou”. Se o “ou” tem sentido de “e”… Mas não, o “ou” aí conota alternativa. “O prêmio é uma casa” seria o correto. Acertei?
— Creio ter Vossa Senhoria acertado. Estivesse em vosso lugar e minha escolha seria a mesma: uma casa, um lar antes de tudo. Depois haveríamos de dar conta do como nos transportar. Não é vero?
— Não, é Luiz, a seu dispor.
— Pois muito bem, senhor Luiz, para encurtarmos esta pálrea…
— Epa, minha pálrea, não! Se o preço pra ter a casa é esse, eu…
— Não, senhor Luiz, perdoe-me. Falo pálrea não no sentido de logomaquia ou bocagem, mas exclusivamente no de… como posso dizer-lho?
— Sei lá. Bocage, eu até conheço, um ou dois versos. Agora, desse tal de Logomaquia nunca ouvi falar. É espanhol?
— Cavaco.
— Cavaco? Como assim? Nasceu na Caváquia?
— Não, senhor Luiz, digo para encurtarmos o cavaco, a conversação… Enfim, para encurtá-la, digo que o senhor terá o prêmio de uma casa, ao final de breves cinco anos aplicando na Poupança Setentrional-Sul do Banco Austral do Norte, o único que sabe sempre onde você está.
— Aaaahhh… Agora entendi. A senhora é operadora de telemarketing!
— Prefiro “televendedora”. Conserva a origem greco-romana e…
— Pra cima de mim? Operadora de telemarketing? Ha! Cadê o gerúndio? E o “do qual” fora de lugar? E os erros de concordância? Conta outra, minha querida!
— Na verdade, senhor Luiz, temos passado por um longo processo cognitivo e…
— Desculpe, minha filha. Não caio nessa. Isso pra mim é golpe. Você quer meus dados bancários. Se ao menos cometesse um gerundismo! Não, não. Passar bem. (desliga)
(para si) Epf… Os pessoal tá ficando cada vez mais esperto hoje em dia. Do qual, de agora em diante, vou ter de tá adotando outro plano.

27 Comentários

  1. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  2. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  3. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  4. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  5. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  6. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  7. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  8. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  9. <![CDATA[Perfeito!Agora dá licença que eu vou ter que consultar o amansa…sorte e saúde pra todos!]]>

  10. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  11. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  12. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  13. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  14. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  15. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  16. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  17. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  18. <![CDATA[PQP!Não entendi a metade. Perdi meu Aurélio. (Aposto que passaste o prolongado feriado com o dicionário em punho, só para escrever esta crônica. Exibido!).Um abraço.]]>

  19. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  20. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  21. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  22. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  23. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  24. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  25. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  26. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

  27. <![CDATA[Fantástico!O que me faz pensar:Pq será que não falam como gente de verdade? Incrível que onde não se pode colocar um robô ou um programa, dão um jeito de parecer que falamos como um :)]]>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: