O IDIOTA COMENTARISTA DE BLOG A NÍVEL DE SOCIOLOGIA, ENQUANTO TIPO, PRO MODE NÓS ENTENDER

Após dois anos de curso virtual na Faculdade de Estudos de Idiotia Aplicada da I.M.N.S, afamada universidade de Washington, D.C., comunico, orgulhoso, que acabo de concluir meu mestrado, com a tese: O idiota comentarista de blog a nível de sociologia, enquanto tipo, pro mode nós entender. Nada mais justo, portanto, que a cite neste espaço, como forma de agradecimento às inúmeras cobaias voluntárias que, através dele, contribuíram enormemente para que chegasse a mais de uma conclusão inovadora, gerando, dessa maneira, benefícios inestimáveis à ciência.

Peço desculpas por intrometer assunto tão insípido nesta página, mas me sinto moralmente obrigado a prestar a homenagem. Assim, na expectativa de futuramente, a exemplo de Gilberto Freyre, receber um título de Sir das mãos da rainha da Inglaterra, disponibilizo abaixo trechos da introdução do trabalho:

O conceito desta monografia surgiu de uma constatação óbvia até mesmo para um idiota: nossa sociologia despreza inteiramente o assunto, enquanto, de sua parte, a antropologia entrega-se, quase que com exclusividade, ao estudo de seres racionais, como o macaco de Benguela e a lesma de Acapulco. O mais próximo da análise científica da idiotia que temos até hoje é aquela feita sobre os comunistas e os conservadores (LEBOWITZ, 1986), insuficiente para instrumentalizar a perquirição das variadas manifestações dessa espécie simpátrica, sobeja na contemporaneidade caso dos idiotas comentaristas de blog, que constituem subject de nossa pesquisa. […]

De acordo com observações empíricas e a leitura do parco material acadêmico disponível sobre o tema, pudemos constatar a presença de caracteres tipificados, obtidos em condições de excelência laboratorial, que nos permitem dar por certa a existência dessa classe específica de idiotia. Diga-se a esse respeito que, ao contrário do esperado, o comportamento absolutamente homogêneo dos pesquisados revelou-se mesmo, a princípio, um entrave ao andamento das inquirições (vide ANEXO 1 MÓDULO A), pois parecia indicar ser a idiotia blogueira não uma expressão de individualidade, mas uma sorte de epifania de uma idiotia superior, que se deixava entrever em corpos inanimados.

Felizmente, porém, com a seqüência dos trabalhos, terminamos por superar essa dificuldade inicial e, enfim, pudemos delinear, com margem de erro aceitável, ao menos quatro tendências básicas do idiota das caixas de comentário de blog que o diferenciam de modo conspícuo de outras criaturas já descritas na literatura científica conhecida, como o idiota do celular no cinema e o idiota que abre a mala do carro para que a rua inteira ouça pagode. A saber:

1. O anonimato dos comentários. O idiota comentarista de blog invariavelmente esconde a identidade sob um pseudônimo, fazendo da covardia uma característica pronunciada e indicativa de criação por progenitora (FREUD, 1911), i.e. “avó”. Se assina suas ofensas, o faz com o prenome apenas, tendo o cuidado de inserir um endereço de e-mail inválido.
2. O ataque virulento a idéias que não estão expostas no texto. Chegamos a esse resultado após a análise exaustiva das amostras e ainda que admitido o postulado pós-moderno de co-autoria do leitor (ECO, 1962). Indícios parecem apontar para a ausência de atividade cerebral nas cobaias. (
vide TABELA C-11)
3. A denúncia de erros gramaticais inexistentes, através de erros gramaticais existentes. O idiota comentarista de
blog se apega, em geral, às regras facultativas do idioma para denunciar supostas incorreções gramaticais. O que não o impede de fazê-lo em ortografia sofrível e, na maioria das vezes, ignorando as normas de concordância (HOUAISS, 2007;  BECHARA, 2006).
4. A ignorância da figura de linguagem conhecida como “ironia”. Tal procedimento foi observado mesmo quando a ironia se expressa no estilo mais patente (WILDE, 1887)
[…]

Por fim, identificamos uma quantidade considerável de idiotas comentaristas de blog que formam uma subclasse dentro da categoria sociológica apresentada, a qual, a nosso ver, merece estudos posteriores. Trata-se dos idiotas blogueiros comentaristas de blogs. Estes têm como fundamental método de ação não ler o texto que comentam, fazendo da caixa de comentários objeto de permuta, na expectativa de que o autor da postagem retribua o ato, comentando também os seus escritos. Estabelecem, portanto, uma forma inédita de interação social o escambo exegético e adotam uma escala de valores sui generis (OINC-OINC et IHON-IHON, 2008), em que o prestígio pessoal é medido através do número de comentaristas em um website.

A tese segue por aí. Entretanto, não quero importuná-los com vírgulas em excesso. Só gostaria de, antes de encerrar este post, chamar a atenção para um ponto que talvez não esteja claro: se por acaso pensou que me referia a você em algum dos parágrafos acima, fique aliviado, você não é um idiota comentarista de blog. Afinal, uma característica importante deste, que deixei de citar na exposição, mas, tendo ela edição em livro algum dia, adicionarei ao texto, é jamais se reconhecer como tal. Não raro, pelo contrário, enxerga-se como paradigma da genialidade.

Contudo, não aprofundei o tópico, que terá de esperar a conclusão do doutorado, daqui a quatro anos. A não ser que algum idiota comentarista de blog apareça na caixa de comentários abaixo, claro, o que me faria reavaliar a hipótese.

—————————-

MAL-ENTENDIDO: Eis que ocorre novamente aquele fenômeno que, usando-se conceito moral do século XXI, convencionou-se chamar de “mal-entendido”. Luma escreveu este texto e um, ao que parece, confuso entendedor acabou produzindo este. A coisa está explicada aqui. Confiram e vejam se entendem.

235 Comentários

  1. Anônimo · ·
  2. Anônimo · ·
  3. Anônimo · ·
  4. Anônimo · ·
  5. Anônimo · ·
  6. Anônimo · ·
  7. Anônimo · ·
  8. Anônimo · ·
  9. Anônimo · ·
  10. Anônimo · ·
  11. Anônimo · ·
  12. Anônimo · ·
  13. Anônimo · ·
  14. Anônimo · ·
  15. Anônimo · ·
  16. Anônimo · ·
  17. Anônimo · ·
  18. Anônimo · ·
  19. Anônimo · ·
  20. Anônimo · ·
  21. Anônimo · ·
  22. Anônimo · ·
  23. Anônimo · ·
  24. Anônimo · ·
  25. Anônimo · ·
  26. Anônimo · ·
  27. Anônimo · ·
  28. Anônimo · ·
  29. Anônimo · ·
  30. Anônimo · ·
  31. Anônimo · ·
  32. Anônimo · ·
  33. Anônimo · ·
  34. Anônimo · ·
  35. Anônimo · ·
  36. Anônimo · ·
  37. Anônimo · ·
  38. Anônimo · ·
  39. Anônimo · ·
  40. Anônimo · ·
  41. Anônimo · ·
  42. Anônimo · ·
  43. Anônimo · ·
  44. Anônimo · ·
  45. Anônimo · ·
  46. Anônimo · ·
  47. Anônimo · ·
  48. Anônimo · ·
  49. Anônimo · ·
  50. Anônimo · ·
  51. Anônimo · ·
  52. Anônimo · ·
  53. Anônimo · ·
  54. Anônimo · ·
  55. Anônimo · ·
  56. Anônimo · ·
  57. Anônimo · ·
  58. Anônimo · ·
  59. Anônimo · ·
  60. Anônimo · ·
  61. Anônimo · ·
  62. Anônimo · ·
  63. Anônimo · ·
  64. Anônimo · ·
  65. Anônimo · ·
  66. Anônimo · ·
  67. Anônimo · ·
  68. Anônimo · ·
  69. Anônimo · ·
  70. Anônimo · ·
  71. Anônimo · ·
  72. Anônimo · ·
  73. Anônimo · ·
  74. Anônimo · ·
  75. Anônimo · ·
  76. Anônimo · ·
  77. Anônimo · ·
  78. Anônimo · ·
  79. Anônimo · ·
  80. Anônimo · ·
  81. Anônimo · ·
  82. Anônimo · ·
  83. Anônimo · ·
  84. Anônimo · ·
  85. Anônimo · ·
  86. Anônimo · ·
  87. Anônimo · ·
  88. Anônimo · ·
  89. Anônimo · ·
  90. Anônimo · ·
  91. Anônimo · ·
  92. Anônimo · ·
  93. Anônimo · ·
  94. Anônimo · ·
  95. Anônimo · ·
  96. Anônimo · ·
  97. Anônimo · ·
  98. Anônimo · ·
  99. Anônimo · ·
  100. Anônimo · ·
  101. Anônimo · ·
  102. Anônimo · ·
  103. Anônimo · ·
  104. Anônimo · ·
  105. Anônimo · ·
  106. Anônimo · ·
  107. Anônimo · ·
  108. Anônimo · ·
  109. Anônimo · ·
  110. Anônimo · ·
  111. Anônimo · ·
  112. Anônimo · ·
  113. Anônimo · ·
  114. Anônimo · ·
  115. Anônimo · ·
  116. Anônimo · ·
  117. Anônimo · ·
  118. Anônimo · ·
  119. Anônimo · ·
  120. Anônimo · ·
  121. Anônimo · ·
  122. Anônimo · ·
  123. Anônimo · ·
  124. Anônimo · ·
  125. Anônimo · ·
  126. Anônimo · ·
  127. Quem é “< ![CDATA[“? E por que ele(a) comenta tanto no seu blog? É o seu único leitor?

    ;o)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: