O SUBPENSAMENTO VIVO DE MARCONI LEAL (15)

Sou só eu ou todo mundo que vê as caretas de William Bonner no Jornal Nacional tem crises de nostalgia voltadas a marretas e bazucas?

***

Depois da tempestade, vem o resto do clichê.

***

O Brasil é um país tão atrasado que a idéia de não usar clichês nem ao menos virou clichê por aqui.

***

Geograficamente falando, o Brasil é um país de proporções continentais, que faz fronteira com nove países sul-americanos e se localiza no lugar-comum.

***

Licença poética não devia ser apenas uma expressão e sim um documento expedido pelo Estado, como a carteira de motorista ou o título de eleitor, que só permitisse o uso de metáforas a pessoas legalmente habilitadas.

***

Não é preciso violência nem cara feia. A forma mais indicada para me expulsar de um bar é fazer entrar por ele um vendedor de poesia.

***

Além de Ziraldo, a única pessoa que conheço que não sabe o que é brochar é o Aurélio.

***

Em nosso tempo, o preconceito se generalizou e intensificou a tal ponto que já foi normatizado e está prestes a se tornar obrigatório. Chama-se politicamente correto.

***

É absurda a idéia de tratar como inválidos os doentes mentais. Tenho um amigo esquizofrênico que leva vida absolutamente normal: estuda, trabalha e ainda por cima é excelente tenista. Para se ter uma idéia, jamais perdeu uma única partida jogando contra ele próprio.

***

Sou excelente em lógica e raciocínio abstrato. Consigo realizar os mais complexos cálculos matemáticos usando apenas os onze dedos das mãos.

***

Darwinista, creio que a humanidade segue o caminho natural da evolução e marcha a passos largos de volta à sopa de aminoácidos.

8 Comentários

  1. Gilberto Agostinho · ·

    Quem sabe não é possível dividir a licença poética em categorias, como a CNH, possamos ser mais justos? Para metáforas de até dois eixos e com até cinco passageiros, classe A, metáforas de mais de quatro eixos, vinte passageiros e carga profunda, classe D.

  2. Gilberto Agostinho · ·

    Esqueci de mencionar a obrigatoriedade do teste psicotécnico.

  3. “Licença poética não devia ser apenas uma expressão e sim um documento expedido pelo Estado, como a carteira de motorista ou o título de eleitor, que só permitisse o uso de metáforas a pessoas legalmente habilitadas.”. Não iria mudar nada… seria tão fácil tirar “Licença Poética” quanto é tirar carteira de motorista…

    Ou talvez seja… diploma, inclusive o universitário, é bem fácil de tirar…

  4. Darwinista também. Sem dúvida a (in)volução humana à mera sopa de aminoácidos irá acelerar a evolução dos planetas e das espécies verdadeiramente racionais.

  5. Informaram-me que é aqui onde se tira a licença poética… Quanto custa a mutreta?

  6. ESPIRAIS AZUIS
    by Ramiro Conceição

    Que estragos fiz a mim?
    Quantos anos já perdi?
    Tudo aconteceu para romper um muro.
    Mas que ironia: há outro, atrás, escuro!

    Será que ao Artista resta somente um labirinto
    para criar urgentemente e dizer “penso-sinto”?
    Para que tal talento acima da vontade
    se, afinal, não há definitivas verdades?
    Seria tão mais fácil crer nos Evangelhos
    e, seguro, nascer de velho… Mas não!
    A Vida me quis lúcido!

    Ai de mim…
    que vivo entre abocanhadores
    da felicidade em supermercados!
    Ai de mim…
    que amei
    fulana, sicrana e beltrana!
    Ai de mim… que acreditei
    nas espirais azuis
    de Mário Quintana!

  7. Olá Marconi, gostaria de publicar a seguinte notícia no seu blog:

    Trabalhador brasileiro indignado faz site para mudar de vida

    Um trabalhador brasileiro criou o site OPedinte.com para aceitar doações e assim mudar de vida. Em seu site, O Pedinte elenca 15 motivos gerais que o levaram a tornar-se um pedinte virtual, sendo a indignação o motivo principal que o levou a criar o site, e convida a todos os usuários da web a fazerem as suas contribuições que serão utilizadas em seu benefício próprio.

    O Pedinte aceita doações não somente em dinheiro em espécie, mas também doações em outra natureza, como bens móveis, bens imóveis, materiais de construção, jóias, antiguidades, gêneros alimentícios, livros ou outros que sejam de vontade espontânea do doador; e até ajuda na divulgação do site.

    Em contrapartida, ele promete realizar a correta aplicação dos recursos.

    O site é bem estruturado e ainda conta com outras versões em Inglês, Alemão, Espanhol, Francês e Italiano.

    Para quem quiser conferir o site, ler os motivos e fazer a sua contribuição, acesse: http://www.OPedinte.com

  8. inclua com a licença poética a ironia.
    impressionante como 98% da população são incapazes de entender ironia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: