Arquivo mensal: fevereiro 2009

CALMA

Controlem-se. Nada de chutar cachorros ou se embriagar. Eu volto na segunda. Guardem alguma decência, sim?

DARWIN 200 ANOS

— Se eu fosse você pensava direitinho antes de dar esse passo. — Ahn? — Esse passo que você está prestes a dar, pulando para fora da sopa de aminoácidos. Give it a second thought, honey. — Ma-mas… quem é você, afinal? — Digamos que eu seja uma bactéria amiga. E vim do futuro para lhe dizer que não vale […]

OS TOLERANTES

Cheguei à conclusão de que duas coisas basicamente levam o homem à busca da verdade, além da falta de sexo e de cigarro: filosofia alemã e música baiana. A diferença é que na filosofia alemã a divisão silábica é mais difícil e eles usam consoantes. Estava outro dia neste meu aprazível apartamento com vista para […]

"Master, I marvel how the fishes live in the sea." "Why, as men do a-land; the great ones eat up the little ones."*

* Montagem recebida por E-mail, este grande médium e excelente artista. Se alguém souber da origem, favor dizer. Origem da montagem e das fotos, claro. A da bestialidade que contêm é conhecida e até já recebeu prêmio: o topo da cadeia alimentar.

PRECE

Senhor meu Deus e meu Pai, Espírito Santo, Jesus, Criador Onipotente, Divino, Altíssimo, Maior de Todos, Fura-Bolo e Cata-Piolho, digo logo todas as vossas patentes, ó Deus, que é pra prece não ter erro e não vir ‘message delivery failure’, Senhor, que eu tampouco entenderia, ó Eterno, pois não domino o latim. Até bem pouco […]

BILLIE HOLIDAY

— Dá pra tirar essa mulher, hein? — Mas é a Billie Holiday! — Eu sei que é a Billie Holiday. A princípio pensei que fosse um cachorro com câncer nas cordas vocais, mas há um minuto descobri que é a Billie Holiday, porque em geral os cachorros falam inglês melhor que ela. Dá pra tirar? — Não sei […]

VISITANDO MACHADO DE ASSIS NO INFERNO (CONTINUAÇÃO)

Apesar de tudo, a viagem foi tranquila. No primeiro círculo, puxei a cordinha e o barco parou. — Pra que lado? — perguntei a Borges. — Más allá del jardín de los senderos que se bifurcan — respondeu. Não o mandei catar coquinho porque não sei como é coquinho em espanhol. Por sorte estava com as ilustrações de Doré à mão […]