Categoria MITOS DA CRIAÇÃO

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO CHUCK NORRIS (CAPÍTULO THE LAST)

Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais, e Eva passou três horas diante do espelho para decidir qual avental colocava, apesar de só ter feito um para si. E ouviram a voz de Chuck, que passeava no jardim pela viração […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO CHUCK NORRIS (CAPÍTULO 4)

E deformou Chuck o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida, de mistura com um bafo de cebola e tabaco. E o homem foi feito alma vivente; vivente até Chuck enchê-lo de porrada e matá-lo de novo. E plantou Chuck um jardim no Éden, do lado oriental, ali […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO CHUCK NORRIS (CAPÍTULO 3)

E disse Chuck: “Produza a terra almas viventes, para que eu as mate, conforme a sua espécie; gado e répteis, e feras da terra, conforme a sua espécie; advogados, jornalistas e publicitários, conforme a sua espécie.” E assim foi. Foi, mas não voltou, com medo de Chuck. E fez Chuck as feras da terra, conforme […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO CHUCK NORRIS (CAPÍTULO 2)

E disse Chuck: “Haja luminares no firmamento dos céus para haver separação entre o dia e a noite; e sirvam eles de sinais para o tempo, os dias, os anos, para causar câncer de pele e levar à falência os fiéis da Cientologia. E sejam luminares no firmamento dos céus para iluminar a terra, de […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO CHUCK NORRIS (CAPÍTULO 1)

No princípio destruiu Chuck os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia, porque Chuck dera um golpe de kick boxing nela e com uma cotovelada mandara as trevas para longe, arrastando o pobre Espírito de Deus, que pairava sobre a face das águas. E Chuck estapeou a face das águas e […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO UM BAIANO (Republicado em memória de Caymmi)

No princípio era a Bahia. E Caetano disse: — Faça-se o Pelô! E Gil argüiu: — Enfim, sob o prisma transitório da protomatéria nasciva, enfim, tendo em mente as palavras de Arjuna a Krishna e toda a prosódia popular do cancioneiro, enfim, ademais considerando-se as premissas da Escola de Frankfurt e a biosfera como um […]

O MITO DA CRIAÇÃO SEGUNDO UM PETISTA

No princípio era a mais-valia e Marx disse: — Que la assemblée soit! Porque vinha numa péssima tradução francesa. E ninguém entendeu, já que o lumpemproletariado estava falando muito alto e poucos dominavam o idioma. E Marx impacientou-se: — Ach! Hágase la cita, carajo! E todos correram ao dicionário português-espanhol, mas a consulta demorou um […]